SOLICITAR PROPOSTA

PRONTO!

Seu formulário foi enviado com sucesso, aguarde nosso contato!

ERRO!

O(os) campo(os) marcados não foi (foram) preenchido(os) corretamente.

ERRO!

Aceito Receber Comunicação via Email

Aceito Receber Comunicação via Celular

Novidades

20

Apr

A mutação genética do novo Honda Accord

Não raramente, as fábricas de automóveis apostam naquilo que chamam de carro de imagem, um modelo cuja pretensão de vendas é contida e sua presença no menu visa basicamente aumentar o prestígio da marca. É essa a função do Accord dentro da Honda.

Se tudo correr conforme o planejado, ao fim de 2016, terão sido vendidas 120 unidades, a uma média de apenas dez por mês. Até o modo de captação de clientes é especial. Segundo a Honda, o Accord seguirá como um carro de nicho, destes cujo comprador não vai à loja – é o vendedor que vai até o interessado. Ou seja, encontrar um Accord como este da foto acima será coisa rara.

O facelift apresentado na linha 2016 dá ao modelo o mesmo layout de base aplicado nos outros sedãs da marca, o City e o Civic. Para isso, o modelo ganhou para-choque redesenhado e um novo capô, com vincos mais delineados. Os faróis também se destacam: com todas as luzes em led, ajudam a imprimir um ar de modernidade, além, é claro, de oferecer uma iluminação efetiva mais eficiente que o xenônio. No perfil, nenhuma alteração além das rodas com novo desenho e maior tamanho – aro 18, no lugar das aro 17.

Atrás, as lanternas agora têm iluminação com lâmpadas convencionais (nos piscas e ré) e leds (luz de posição e de freio). No topo da tampa do porta-malas, uma pequena asa reforça o estilo esportivo, em sintonia com a parte inferior do para-choque, com extrator de ar incorporado.

Dentro, poucas (e boas) novidades. Destaque para a central multimídia, compatível com Apple CarPlay e Android Auto. A nova unidade de entretenimento ainda é dotada de DVD, entrada HDMI para fontes externas de áudio e vídeo digitais e GPS nativo com informações simultâneas em duas telas (inferior e superior).

O pacote de novidades do Accord 2016 inclui ainda sensor de estacionamento também na dianteira, banco traseiro bipartido, partida do motor a distância, iluminação interna azulada e retrovisores externos com rebatimento elétrico.

Na pista, o Accord se mostrou o mesmo sedã executivo de sempre – e isso é um elogio. Aceleração de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e consumo de 8,9 km/l na cidade e 13,3 km/l na estrada. O Hyundai Azera registrou, respectivamente, 10,1 segundos, 7,7 km/l e 10,7 km/l. O preço está tabelado em R$ 156.300 - como referência, o Toyota Camry sai por R$ 180.370, o Azera custa R$ 167.990, o Kia Cadenza começa em R$ 154.000 e o VW Passat em R$ 151.300.

VEREDICTO:

Um dos carros de passeio mais vendidos nos EUA, o Accord, por aqui, é um modelo de nicho, destinado apenas aos fãs da marca.


Fonte: Quatro Rodas.