SOLICITAR PROPOSTA

PRONTO!

Seu formulário foi enviado com sucesso, aguarde nosso contato!

ERRO!

O(os) campo(os) marcados não foi (foram) preenchido(os) corretamente.

ERRO!

Aceito Receber Comunicação via Email

Aceito Receber Comunicação via Celular

Novidades

26

Sep

Novo Honda Civic é apresentado no Brasil a partir de R$ 87,9 mil

"Nasceu": 9 meses depois de ser revelada nos Estados Unidos, a nova geração do Honda Civicfoi apresentada no Brasil nesta quarta-feira (20). Mas o lançamento nas lojas será só em 25 de agosto, quando começam as vendas, já como modelo 2017. Os preços partem de R$ 87,9 mil, mas alcançam os R$ 124,9 mil. Pela primeira vez o Civic ultrapassa a casa dos R$ 100 mil, o que alguns outros concorrentes já fizeram.

Sport - motor 2.0 flex e câmbio manual - R$ 87,9 mil
Itens de série: ar-condicionado digital, direção elétrica, vidros elétricos com função “um toque” para subida/descida em todas as posições, freio de estacionamento eletrônico, velocímetro digital, controle de velocidade de cruzeiro, controles de tração e estabilidade, 6 airbags, assistente de partida em rampa (HSA), luzes de diurna de LED (DRL), faróis de neblina e sistema Isofix para fixação de cadeirinhas, central multimídia com Bluetooth, entrada USB, câmera de ré e controles ao volante.

Sport - motor 2.0 flex e câmbio CVT - R$ 94,9 mil
Itens de série: Mesmo pacote da Sport manual, mais câmbio CVT com paddle-shifts para mudanças de marcha.

EX - motor 2.0 flex e câmbio CVT - R$ 98,4 mil
Equipamentos: Mesmo pacote da Sport CVT, mais bancos de couro, painel de instrumentos digital, retrovisores rebatíveis e com repetidores de seta e acabamento cromado.

EXL - motor 2.0 flex e câmbio CVT - R$ 105,9 mil
Equipamentos: Mesmo pacote da EX, mais central multimídia de 7 polegadas sensível ao toque, com navegador e compatibilidade com CarPlay, da Apple, e Android Auto, do Google, que reproduzem os recursos dos smartphones com esses sistemas e painel de instrumentos totalmente digital, com tela de TFT.

Touring - motor 1.5 turbo e câmbio CVT - R$ 124,9 mil
Equipamentos: Mesmo pacote da EXL, mais câmera abaixo do retrovisor direito que mostra as imagens na tela central, para auxiliar em mudanças de faixa, partida por botão e entrada sem necessidade de chave, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, 8 opções de ajuste elétrico para os bancos dianteiros, sensor de chuva (para o limpador de para-brisa), retrovisor que escurece à noite, teto solar elétrico, detalhes em alumínio nas portas e no painel e maçanetas externas cromada e faróis full LED.

O primeiro Civic turbo
Além do visual, a outra grande novidade do Civic está sob o capô: o inédito motor 1.5 turbo de 4 cilindros, que, nos EUA, desenvolve 176 cavalos com gasolina -ainda não será lançada uma versão flex dele. Por aqui, o mesmo motor terá 3 cv a menos, chegando aos 173 cv. O câmbio será do tipo CVT, só que desenvolvido especialmente para este motor.

O G1 experimentou o novo Civic com este propulsor na Califórnia, com este propulsor, esta se tornou a geração mais potente da história do Civic “normal”, tirando, obviamente, as versões esportivas "Si e Type R". A potência é superior à de todas as opções de motor flex aspirado (sem sobrealimentação) à venda atualmente no Civic no Brasil.

O torque máximo é de 22,4 kgfm. É pouco menos que o da versão "Si" da geração anterior, que tem 23,9 kgfm, com motor 2.4 aspirado, e mais que os 19,3 kgfm do 2.0 flex brasileiro.

Com injeção direta e controle eletrônico de sincronização e abertura das válvulas, a linha VTEC Turbo foi lançada no Japão no final de 2013.

Motores com a tecnologia turbo porporcionam economia de 5% a 10% de combustível, em relação aos aspirados.

O motor mais "enxuto" é combinado com uma nova transmissão automática do tipo CVT, que foi especialmente desenvolvida para dar conta de motores com maior força.

Motor 2.0 segue à venda
O sedã continuará sendo oferecido no país também com o atual motor 2.0 flex de 4 cilindros, de 150 cv com gasolina e 155 cv com álcool. No mercado norte-americano, o novo Civic também manteve a opção de um propulsor aspirado (sem turbo) 2.0, só que de 158 cv.

Ele será casado com o CVT, mas não o mesmo do turbo: é um idêntico ao do HR-V.

Menos equipado que o americano
O novo Civic é um dos mais tecnológicos da história, mas o brasileiro recebeu menos equipamentos dessa ordem que o americano. A versão turbo (Touring) conta com câmera no retrovisor que mostra na tela central do carro a imagem dele e do veículo que está a seu lado, para ajudar em mudanças de faixa.

Maior que o anterior
Esta décima geração do Civic foi a primeira desenvolvida nos EUA e esbanja esportividade no visual. O modelo ficou maior e ganhou mais tecnologia para enfrentar o arquirrival Toyota Corolla, cuja geração atual, a sétima, foi lançada no exterior em 2013 e, no Brasil, 1 ano depois.

Nesta geração, o Civic ficou maior. "Entregamos veiculos de carroceria larga e baixa, com o maior espaço interno da categoria, inclusive o porta-malas de ate 525 litros", afirmou Caio Capelin, gerente de planejamento de produto da Honda.


Fonte: www.g1.globo.com