SOLICITAR PROPOSTA

PRONTO!

Seu formulário foi enviado com sucesso, aguarde nosso contato!

ERRO!

O(os) campo(os) marcados não foi (foram) preenchido(os) corretamente.

ERRO!

Aceito Receber Comunicação via Email

Aceito Receber Comunicação via Celular

Novidades

25

Oct

Guia de usados: Honda Civic SI

O Civic Si foi lançado no país em 2007 com o título de carro mais potente fabricado no Brasil — posto perdido poucos dias depois para o Golf GTI, seu principal concorrente, graças a um artifício da VW: adiantar o ponto de ignição ao ser utilizada gasolina premium, o que elevava a potência de 180 para 193 cavalos, um a mais que o Si.

Mais do que isso, o sedã esportivo da Honda foi considerado o melhor modelo feito nacionalmente na época, superando o rival no comparativo realizado por QUATRO RODAS em abril daquele ano. Ele chegou por (hoje baratos) R$ 99.500, preço que cairia para R$ 96.965 dois anos depois por conta da redução de IPI promovida pelo Governo.

Em relação às configurações mais simples do Civic, o Si tem visual até que discreto para um esportivo nato. A grade, além de ser pintada da cor do veículo (passou a ser sempre preta após 2009), leva o logo "Si" na cor vermelha.

Na traseira, além do mesmo logo", o aerofólio e a ponteira cromada do escapamento identificam a versão. Nas laterais, o destaque fica para as rodas de 17 polegadas com desenho exclusivo e a inscrição i-VTEC. Ele era oferecido apenas nas cores vermelho, preto e prata.

O domínio da cor vermelha também é visto no interior do modelo. As siglas bordadas nos bancos dianteiros, as costuras aparentes (bancos e apoios de braços laterais e central) e a iluminação do painel e do quadro de instrumentos são da mesma tonalidade. Os pedais são de alumínio. Outra exclusividade é o indicador de proximidade do giro máximo do motor, que emite alertas visuais.

O motor é um 2.0 i-VTEC de 192 cv e 19,2 mkgf, com seu tradicional apetite por giros altos, sempre acompanhado do câmbio manual de seis marchas, combinação acompanhada de controles de estabilidade e tração (os modelos depois de 2009 possuem airbags laterais).

Durante os testes de QUATRO RODAS, o sedã foi de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos, além de retomadas de 40 a 80/60 a 100/80 a 120 km/h em respectivos 5,6/7,7/11,1 segundos. Tudo isso com boas médias de consumo: 8/13,1 km/l em circuito urbano/rodoviário.

Mais do que os números, porém, o que conta aqui é o comportamento dinâmico exemplar. A direção com assistência elétrica é firme e direta. O câmbio de seis marchas tem engates curtos e precisos, e a suspensão (McPherson na frente e duplo A atrás) garante ótima estabilidade, incluindo um controle de estabilidade co atuação discreta.

Sua vida no Brasil, porém, foi curta: lançado em 2007, saiu de linha em 2011 - a geração seguinte seria vendida por aqui a partir de 2014, com carroceria cupê, mas tornou-se tão raro que preferimos não inclui-lo nesse Guia.

Atualmente, de acordo com a tabela Fipe, um exemplar 2007 sai por aproximadamente R$ 42.000. No entanto, por sua exclusividade, o esportivo quase sempre é vendido por preços acima dos sugeridos pela tabela, principalmente se estiverem em bom estado de conservação e com baixa quilometragem.


A VOZ DO DONO

"Esportivo para quem busca custo-benefício e uma excelente plataforma para preparações. Mecânica barata, robusta e moderna que concilia potência e baixo consumo. Peca pela suspensão rígida demais, que tende a apresentar problemas nos amortecedores traseiros, pela caixa de direção, que pode apresentar folgas devido à qualidade das nossas ruas, e no alto valor cobrado pelas seguradoras." - Elcio Hideki Watanabe, 30 anos, gerente de gestão empresarial, São Paulo (SP)

O que eu adoro: "O Civic Si tem um dos melhores custo-benefício do mercado para quem quer uma pegada esportiva e diversão na hora de dirigir, principalmente por ter câmbio manual — a precisão nas trocas também é um ponto positivo a se destacar. Apesar de parecer alto, é bem acertado de suspensão e faz curva como poucos." - André Dissat, 30 anos, jornalista, Rio de Janeiro (RJ)


Fonte: Quatro Rodas.