SOLICITAR PROPOSTA

PRONTO!

Seu formulário foi enviado com sucesso, aguarde nosso contato!

ERRO!

O(os) campo(os) marcados não foi (foram) preenchido(os) corretamente.

ERRO!

Aceito Receber Comunicação via Email

Aceito Receber Comunicação via Celular

Novidades

20

Nov

Honda Civic Sport: primeiras impressões

Basta olhar o Civic Sport para se encher de expectativas. O sobrenome sugere desempenho acima da média e o visual também ajuda a rechear o imaginário, com o moderno desenho cheio de curvas da 10ª geração, comum a todas as versões.

Esta tem como exclusividade a pintura preta na grade frontal e nas belas rodas de 17 polegadas. Aliás, é o único sedã médio com uma versão com pretensões esportivas.

Imaginário criado, hora da realidade. O Civic Sport é mais um modelo que passou pelo “raio esportivador”, "parente" do "raio gourmetizador" das comidas.

Não posui sequer um cavalo a mais na comparação com as outras versões nem mudanças na direção, nas respostas do acelerador ou no acerto de suspensão.

O motor é idêntico ao dos Civic EX e EXL, as versões posicionadas logo acima: um 2.0 litro de 4 cilindros de 155 cavalos, que também equipava a geração anterior. O torque é de 19,5 kgfm. O pouco de esportividade na condução aparece se for escolhido o câmbio manual: o Sport é o único Civic com essa opção.

Por trás da silhueta agressiva, a versão de "entrada" do modelo tem uma importante missão para a Honda. Na verdade, duas. A primeira é ser a configuração destinada a pessoas que estão chegando ao segmento dos sedãs médios. A segunda tem mais a ver, justamente, com o fato de a esportividade estar mais no visual do que na prática: deve atrair jovens que não anseiam tanto por um bom desempenho.

Banco de tecido e rádio
Ser a versão de entrada, neste caso, não significa ser necessariamente acessível. O Civic Sport custa R$ 87,9 mil, quando equipado com câmbio manual de 6 marchas, e R$ 94,9 mil, com câmbio CVT.

Por outro lado, a lista de equipamentos é bastante coerente com a proposta de uma versão básica – mas, considerando o preço do carro, isso não é bom.

O Civic Sport oferece ar-condicionado digital, 6 airbags, controles de tração e estabilidade, controle de velocidade de cruzeiro, volante multifuncional e rádio com conexão Bluetooth, e comandos no volante e câmera de ré.

É um bom pacote. Porém, faltam itens importantes para um carro desta faixa de preço, como bancos de couro, sensores de luz e chuva, acesso e partida sem a necessidade de chaves nas mãos e, principalmente, uma central multimídia com tela sensível ao toque. Para ter isso em um Civic, é preciso pular para a versão topo de linha, Touring, R$ 124,9 mil.

Segundo a Honda, a versão Sport irá representar 24% da produção do Civic, contra 28% da Touring e 48% de EX e EXL.




Fonte: www.g1.globo.com